Cetrab | ENTIDADES REALIZAM ATOS PÚBLICOS EM DEFESA DA JUSTIÇA DO TRABALHO

ENTIDADES REALIZAM ATOS PÚBLICOS EM DEFESA DA JUSTIÇA DO TRABALHO

ENTIDADES REALIZAM ATOS PÚBLICOS EM DEFESA DA JUSTIÇA DO TRABALHO

Diante das recentes declarações do presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, sobre a possível extinção da Justiça do Trabalho, entidades representativas dos magistrados, dos procuradores e dos advogados realizarão atos públicos em defesa desse ramo da Justiça, em São Paulo-SP e em Brasília-DF.

No dia 21 de janeiro (segunda-feira), às 10h, em frente ao Fórum Ruy Barbosa, na Barra Funda, a Associação dos Magistrados da Justiça do Trabalho da 2ª Região (Amatra-2) convida os integrantes da magistratura e a sociedade civil para debaterem o tema. Entre os principais pontos, destacam-se os mais de 70 anos da existência da Justiça do Trabalho no país, seu papel fundamental na sociedade brasileira, sua existência em outras partes do mundo e sua eficácia diante das funções constitucionais. O ato recebe o apoio do Sindicato dos Trabalhadores do Judiciário Federal no Estado de São Paulo (Sintrajud), da Associação dos Advogados Trabalhistas de São Paulo (AATSP), da Federação Nacional dos Advogados (Fenadv) e do Movimento dos Advogados Trabalhistas Independentes (MATI).

No dia 5 de fevereiro (terça-feira), a partir das 14h, na capital federal (em local a ser confirmado), a Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra), em parceria com o Colégio de Presidentes e Corregedores dos Tribunais Regionais do Trabalho (Coleprecor); a Associação Nacional dos Procuradores do Trabalho (ANPT); a Associação Brasileira de Advogados Trabalhistas (ABRAT); e o Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), realizam o Ato Nacional em Defesa da Justiça do Trabalho. A mobilização tem por objetivo explicar à sociedade brasileira a importância da Justiça do Trabalho, que é patrimônio do cidadão.

Para mais informações sobre ambas as mobilizações, clique aqui para o site da Amatra-2 e aqui para o site da Anamatra. Faça parte desses movimentos!


Fonte: ww2.trtsp.jus.br